quinta-feira, janeiro 23, 2014

De você...





Poderia falar da dor de uma mentira. Poderia falar da escuridão. Poderia falar da loucura, da solidão. Das mesmas desculpas, das mesmas decepções. Dos dias de sol sem uma sombra, das noites frias sem proteção. Das tardes de chuva sem o café quente, das manhãs de domingo sem Chico. Da vida que se foi, sem nunca ter vindo. Do amor, que não era, nem será. Do pobre jequitibá.

Prefiro falar da vida que segue, mais que isso, a vida que leva, que levo. Das noites de sexta, dos filmes, dos livros. Das mãos dadas, do sorriso tímido, dos olhos pretos, da pele morena. Da tia dos meus sobrinhos. Dos sábados de chuva, onde dois são um, ou são dois. Dos sábados de sol, no campo, na cidade, no estádio, vestindo verde. Dos domingos em família, do bolo de fubá, do biscoito de polvilho, do café forte. Dos olhares que desarmam, dos beijos que aquecem, do toque que acalma. 
Falar do presente, do futuro. Da Luisa, com "S" ou com "Z", do Lucas, que já foi Lucca.
Da certeza, que nunca foi dúvida, não depois daquela noite de primavera.
Falar da confiança, do amor mais simples, sem complicação, sem desconfiança. Dos olhares que se encontram, do fôlego que se perde, em uma gargalhada ou em um beijo.
Poderia falar de tanta coisa que já tive, mas prefiro falar do que nunca tive, e que agora, tenho para sempre. 
De amor, de paz...de você.


Nenhum comentário: